Super MEI: crédito com juro zero a pequenos negócios


Super MEI: crédito com juro zero a pequenos negócios
O programa Super MEI do Sebrae-SP auxilia os microempreendedores na direção, gestão, treinamento, capitalização e acesso ao mercado.

As pessoas com negócios pequenos, supostos microempresários, formalizados ou não, dependem da assistência do Governo do Estado de São Paulo para controlar o potencial de suas empresas.  Através do programa Super MEI, criado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae SP), os membros têm à disposição cinco etapas para melhorar sua probabilidade de sucesso.

O procedimento começa para aquelas pessoas que não são realmente regularizadas, com toda a formalização da organização. Posteriormente, será provável que considere aulas de gestão durando oito horas impulsionado pelo Sebrae-SP, bem como capacitação profissional de 20 a 50 horas em associações parceiras, incluindo o Centro Paula Souza. O acesso ao mercado é através de um portal e também de um aplicativo, onde provavelmente será possível fornecer os produtos e serviços.

Finalmente, o programa “Juro Zero Empreendedor” pode financiar o investimento no crescimento e modernização das empresas de microempreendedores que executarem o programa de treinamento no Super MEI. Este sistema irá financiar a compra de máquinas e equipamentos, bem como capital de giro, materiais de construção, veículos utilitários, software e hardware, ferramentas, entre outras coisas.

Desenvolvido em parceria com o serviço estatal Desenvolvimento SP e o Sebrae-SP, o “Juro Zero Empreendedor” proporcionará um fator de R$ 10 milhões, com empréstimos que variam de R$ 1 mil a R$ 20 mil com 36 meses para quitação – quem atrasar deverá cobrir a taxa contratual de 7,5% ao ano, mais taxas de inadimplência.

As vantagens do Super MEI

Como um todo, o programa do Sebra-SP pode fornecer 50 mil vagas para ensinar os MEIs, ao longo de um ano, em suas instituições associadas, incluindo mais de 160 cursos em 18 segmentos. Ao final do curso, é dada uma certificação de conclusão.

O Centro Paula Souza oferece vagas em cursos gratuitos de certificação profissional para microempreendedores individuais (MEI) de todo o Estado. Até o momento, foram fornecidas 1,7 mil vagas para 18 cursos em 34 cidades. Vagas para cursos como, por exemplo, confeiteiro, decorador de bolo e de festa, make&hair e outros.

Existem 150 alternativas para a Formação Inicial e Continuada (FIC) em algumas áreas, incluindo beleza, alimentação, construção civil, entre outros. As aulas são ensinadas, preferencialmente, à noite nas Escolas Técnicas do Estado (Etecs). Os participantes devem ter uma inscrição de microempreendedor no Sebrae e inscrever-se para as aulas em http://supermei.sebraesp.com.br/.

O Microempreendedor Individual -MEI conseguirá simplesmente fazer um curso em sua área de interesse e, simultaneamente, obter assistência do Sebrae-SP em gestão, envolvendo assuntos como gestão financeira e vendas. Um profissional de beleza, por exemplo, pode considerar as aulas de manicure e pedicure para entender novos métodos e tendências, ao mesmo tempo ter a capacidade de lidar melhor com o funcionamento de um salão de beleza.

“Aproximadamente 1,5 milhão podem ser beneficiados, que se enquadram no MEI (Microempreendedor Individual) e faturam R$ 60 mil por ano”, disse o governador Geraldo Alckmin no lançamento do programa “Juro Zero Empreendedor”. “Mas quem ainda não é e queira trabalhar, também. Ele vira MEI, se formaliza. O segundo passo é o técnico oferecido pelo Sebrae-SP e em seguida o de gestão. A quarta medida é a vitrine (uma plataforma que oferece o serviço do empreendedor). O quinto é o crédito, sem juros, rápido e sem formulários com endosso fornecido pelo Estado”, argumentou Alckmin.



Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *